Translate

terça-feira, 6 de maio de 2014

A Oração Estelar


Imagem de Nossa Senhora de Lourdes - Lourdes - Sul de França

Serão estas Aparições da Senhora rogantes mensagens de oração e aprumo nos homens que, em diversos pontos do globo, emergem como conselhos e caminhos divinos a seguir ou - em cepticismo latente e cientificamente em oposição - estas puderem ser «apenas» uma mera imagem holográfica?
Serão figuras divinas, intocáveis na sua aura e zelo celestial ou...imagens estelares que igualmente tentam difundir, propagar e divulgar assim ao mundo a sua incomensurável mensagem para com toda a Humanidade? Incorreremos em erro e imprecação se nos questionarmos de tal?

Lourdes - Local de Milagres
Tal como mais tarde aconteceu com Fátima, em Portugal, Lourdes - situada no sul de França - transformou-se depois das Aparições de Maria à pastorinha Bernadette em 1858, na região por excelência, de um local de concretização de milagres. Centenas de peregrinos, em parte gravemente doentes, afirmam ter aqui - como de resto e também noutros locais de peregrinação - recuperado a saúde.
Um grupo de médicos incumbido pela Igreja de analisar estes casos, constataria - até hoje - 70 casos de curas espontâneas. E que, certamente, com o evoluir dos anos se terá tornado em número maior, convém acrescentar. Imparável então, esta repercussão milagrosa de curas cientificamente sem resposta.
Estas são apenas consideradas como tal, quando ocorrem dentro das 24 horas seguintes à visita, quando os seus efeitos se mantêm durante pelo menos um ano e, não são passíveis de ser explicados do ponto de vista da Medicina. Lourdes é hoje em dia, mais do que antes, o local em que todos os anos 5 milhões (ou mais) de peregrinos vêm experimentar a sensação de esperança que o encontro de Santa Bernadette com a Virgem Maria emprestou ao mundo.

Rosários que Pairam no Ar
É na cidade alemã de Heroldsbach que, isoladas e afastadas do mundo, vivem ainda hoje as testemunhas de uma aparição que se deu há 65 anos: Gretel e Erika pretendem meditar «calmamente e, em respeitoso recolhimento» sobre as experiências que, juntamente com outras 5 meninas, tiveram entre 1949 e 1952. Três anos de completa rendição a experiências incríveis em submissa reverência de meninas que eram em tão precoce idade. Então com a idade que rondava os 11 anos, viram-se confrontadas com experiências que as levaram aos limites da sua resistência psicológica: viram mensagens escritas no Céu a verde-claro e, a figura de uma senhora envolta por luz branca.
Quando as Aparições se repetiram, as meninas estavam acompanhadas de um grande número de pessoas que ficaram a assistir ao modo como as crianças extasiadas e de boca aberta ingeriram uma bebida, afagaram um Menino Jesus - invisível para esses espectadores - e descreveram a presença de rosários que pairavam no ar. De joelhos desprotegidos, as crianças arrastaram-se até ao local das Aparições sem sequer se magoarem. Como estes fenómenos levantavam alguma polémica, o bispo sufragâneo daquela região decidiu impedir as crianças de participar na administração dos sacramentos, pois estas recusavam-se a desmentir as suas afirmações - uma punição bastante severa numa região de forte pendor católico.
Impressionante tanto para as crianças como para os habitantes de Heroldsbach, terá sido então o «Milagre do Sol». À semelhança do que aconteceu em Fátima, também em Heroldsbach cerca de 10 mil pessoas observaram o espectáculo celeste que teve lugar diante dos seus olhos, quando a 8 de Dezembro de 1949 - o dia da festa da Imaculada Conceição de Maria - num dia bastante enevoado, surgiu uma espécie de disco incandescente. Só em Outubro de 1952 é que, para as crianças videntes, chegou a hora da despedida.
Maria pairava no ar - de acordo com o relato das crianças «no Céu» - e terá proferido as seguintes palavras: "Eu estou convosco, mesmo que não consigam ver-me. A vitória será nossa."

Receios ou Óvnis?
Os teólogos e os psicólogos têm ensaiado explicações diversas para o fenómeno aqui apresentado e exposto da mesma forma em que foi reportado sobre as Aparições de Maria. Todos eles.
Os primeiros - os teólogos - partem do princípio de que, uma tal aparição, constitui uma manifestação do divino. Quanto aos psicólogos, estes vêem outras origens para tais visões, em particular em pessoas - sobretudo crianças - que possuam características sensitivas muito específicas (ou especiais).
Estes indivíduos prestam assim uma contribuição no sentido da alteração da consciência colectiva ao transmitir a partir de si mesmas uma «mensagem divina».
É também possível que, relativamente aos fenómenos de Aparição da Virgem, não se trate da imagem bíblica de Maria mas sim, da projecção dos sentimentos de receio da Humanidade, quanto aos efeitos das tecnologias modernas sobre a vida presente.
Como seria de esperar, aqueles que acreditam em Óvnis, tomam assim deste modo as Aparições de Maria como um sinal de uma civilização extraterrestre - que mediante o recurso a uma tecnologia muito desenvolvida, se limita então a projectar uma espécie de imagem holográfica.
As descrições dos «Milagres do Sol», assemelham-se muito aos relatos produzidos por pessoas que se dizem testemunhas oculares de Aparições de Óvnis: essas pessoas afirmam ter escutado «uma ligeira crepitação» (sons provocados pela propulsão da nave...?), para além de referirem ter «perdido qualquer noção do tempo». E aqui reteremos a dúvida ou a certeza...na questão fundamental do já exponenciado espaço-tempo-matéria de que tão bem os físicos contemplam. Haverá erro nisso...talvez. Mas estaremos perto, muito perto também de nos augurarmos mais cativos e cientes da verdade dos factos.

Orações Estelares? Orações que Curam
As orações podem ter um efeito curativo. A Medicina Psicossomática investiga a interdependência entre os distúrbios psíquicos e, as doenças orgânicas.
Na Oração - a expressão da fé, direccionada a um princípio superior - poderão ser desencadeadas noções e, sentimentos, que mediante o estímulo de determinadas funções cerebrais podem assim criar efeitos benéficos no corpo. Há que referir que tudo está conectado. Mente e...corpo.
Um efeito semelhante é estudado pela Ciência Médica com respeito aos placebos - medicamentos inertes, sem qualquer princípio activo (sem substância activa) - cuja administração consegue no entanto produzir com bastante frequência espantosas curas, pelo simples facto de o paciente acreditar que efectivamente lhe está a ser administrado um medicamento realmente eficaz. Assim se demonstra que, a expressão da «fé que é capaz de mover montanhas», faz de facto algum sentido neste âmbito.

Sem se querer fragilizar crenças ou mentes arreigadas de uma religiosidade implementada ao longo de anos de vida e, ao longo dos séculos, o certo é que há muito ainda por explorar sobre estas divinas ou estelares aparições, designadas Aparições da Virgem Maria. Esta figura enigmática, sublime e tão requisitada por crentes e não-crentes em todo o mundo - sendo digna de respeito e certa autenticidade em consonância ou paralelismo com a Sacerdotisa da civilização Celta - leva-nos a questionar se, durante séculos, não se terá visto e observado nos céus, essa mesma figura humana (ou apenas celestial...) de uma senhora mui alva, mui digna e quiçá, mui consensual mesmo em tempos difíceis de guerras mundanas, locais ou mundiais na Terra.
Há sempre uma mensagem política. Social e humana sobre princípios, seguimentos e mesmo conselhos sobre o que os homens terão de corrigir no planeta. Se essa imagem, essa carismática e de uma beleza ímpar que é a Nossa Senhora se nos traduzir de futuro em imagem holográfica (se acontecer nova Aparição de Maria em qualquer local do globo terrestre) só teremos de registar, notificar e reproduzir em nós todos, essa mesma mensagem superior que nos invoca e convoca a todos também a renunciar aos verdadeiros malefícios sobre a Terra e, sobre nós mesmos. A Oração é um caminho. A meditação, a introspecção também mas acima de tudo, a solidariedade, a amizade, o amor e todo um trilho correcto a seguir que nos redimensione para uma outra e nova atitude de vida. Só assim evoluiremos na ascensão devida que o ser humano tem de fazer, se é que quer aprender algo e vivificar a pureza dos seus dias e, da sua alma.
Há quem não acredite em nada disto. Nem divindade nem poder estelar. Há quem viva na escuridão do conhecimento e da glória destes novos tempos de uma nova dimensão em espaço-tempo e matéria conjuntos que nos levará a outras ordens, a outras regras, a outros assomos terrestres e, estelares. Mas, para isso, temos todos de acreditar, de ter fé, de ter vontades unânimes e redentoras de um altruísmo supremo que nos conceda o beneplácito de merecermos o solo que pisamos e o ar que respiramos. Por isso apenas me resta acrescentar: a bem da Humanidade e de toda a sua evolução - em imagem e mensagem apresentadas - nós o consigamos fazer prevalecer na continuidade e conhecimento, cultura e amor e tantas outras coisas mais que o Homem ainda tem de se esforçar por requerer. A bem de todos nós...que assim seja então! A Oração é a palavra sentida na Humanidade havida!