Translate

sexta-feira, 14 de fevereiro de 2014

A Terra dos Desejos


Cathedral Rock - Sedona - Arizona   -   EUA   -

Terão as profecias dos índios Hopis consistência ao referir que, após uma série de catástrofes naturais, se regressará à ordem natural do mundo, uma ordem na qual os Rochedos Vermelhos ocuparão uma posição reinante para toda a eternidade?

Os Rochedos Vermelhos de Sedona
A paisagem não parece pertencer a este mundo. As forças energéticas que por aí se fazem sentir, inspiram os seres humanos desde há milhares de anos. Ao longo de 200 milhões de anos, o vento e a água foram transformando os montes planálticos vermelho-escuros em fantásticas colunas de rocha com formas que inspiram respeito. Para os índios Hopis, que actualmente vivem um pouco mais a Nordeste, os rochedos de Sedona são como que um portão que dá acesso ás estrelas e, ao mesmo tempo, uma espécie de fortificações para onde as almas dos antepassados se escapam e ficam em segurança - por outras palavras, trata-se de lugares onde se manifestam as energias cósmicas.

Uma Terra, coesa de História
Sedona, no fim de Oak Creek Canyon, situado no estado do Arizona, atrai com os seus desfiladeiros e os seus Rochedos Vermelhos numerosos entusiastas da Natureza e, pessoas em busca de momentos de tranquilidade. A energia mágica que envolve este lugar, transformou esta antiga cidade de pioneiros num local bastante procurado para passar férias. O nome deve-se a Sedona Schnebly, a primeira pioneira que no início do século passado - juntamente com o seu marido - se fixou em Oak Creek Canyon. No entanto, desde há 10 mil anos que a região é habitada por seres humanos.
Nos rochedos e, em cavernas na região de Sedona, foi encontrado o que resta de antigos povoados índios, na maioria dos casos de pequena dimensão, mas também algumas aldeias maiores, mais densamente povoadas (pueblos). Mais tarde, a tribo Índia dos Sinagua viveu nesta região a sua época áurea, tendo posteriormente desaparecido. É possível que tivesse sido extinta ou se mudasse para outros lugares, mas não existem quaisquer vestígios concludentes.

Os «Vórtices» - Pontos de Energia
Os índios Hopis do Arizona consideram-se os sucessores da velha tribo dos Sinagua, que por volta de 1300 a. C. terão abandonado estes vales possivelmente devido a alguma profecia de um qualquer curandeiro.
Há já muitos séculos que os curandeiros dos Hopis encontraram nesta pitoresca paisagem, oito lugares concretos em que, alegadamente, se entrecruzam linhas de energia cósmica. Entre estes pontos mágicos, a que se dá o nome de «vórtices», contam-se lugares como Bell Rock e Boynton Canyon, aos quais os visitantes acorrem com satisfação para aí se deixarem invadir pela «universalidade das coisas», pela energia que emana destas paisagens.
Uma outra atracção é Oak Creek Canyon, em cujos meandros vai fluindo serpenteante a água de um pequeno rio. Sobre lajes de pedra lisas e, escorregadias, terão já em tempos pré-históricos os seres humanos acorrido, para aí recarregar as suas reservas de energia.
Os principais atractivos desta paisagem são, porém, os altos Rochedos Vermelhos - que se assemelham a gigantescos templos orientais, ou a bizarras formações calcárias com cumes largos e amplos - a que os geólogos chamam «hoodoos», palavra que também é sinónimo de «mau presságio».
Será que os Rochedos Vermelhos de Sedona e a paisagem envolvente não atraem apenas energias positivas?

O Percurso do Sol
As tradições religiosas e culturais dos índios Hopis mantêm-se intactas e fascinam os habitantes do Velho Mundo, que face às numerosas e variadas crises inerentes à vida moderna, andam em busca de orientação e, de um sentido para as coisas.
Ainda hoje os Hopis continuam a medir o tempo não pelos relógios mas, por meio do movimento aparente que o Sol realiza no imenso firmamento das vastidões desérticas. Esta é uma das razões pelas quais, procedem a demoradas descrições dos acontecimentos que dão forma à sua vida. Para eles, os Rochedos Vermelhos são a «Mãe Terra», que lhes foi confiada pelo Grande Espírito - uma espécie de Deus Supremo - no início dos tempos e a qual importa preservar e, cuidar, independentemente do que possa acontecer.
As profecias dos Hopis referem o declínio do mundo, do fim próximo dos nossos tempos. De acordo com esta tribo índia - após uma série de catástrofes naturais - regressar-se-à à ordem natural do mundo, uma ordem na qual os Rochedos Vermelhos ocupam uma posição reinante, para toda a eternidade!

Os Desejos tornam-se Realidade
Os Rochedos Vermelhos de Sedona exercem uma atracção quase mágica sobre os seres humanos. Na opinião - tanto de turistas como dos próprios autóctones - trata-se da sua cor, das formas que apresentam, do fluxo de energia que nos percorre quando nos encontramos na sua proximidade.
As forças sentidas próximo dos rochedos são descritas como sendo particularmente vigorosas. É comum as pessoas sentirem-se eufóricas, somente por permanecerem sentadas alguns momentos naquele local - como se se fosse atraído por um íman. Mestres e discípulos espirituais asseveram que, neste centro energético, tudo aquilo que se deseja pode tornar-se realidade.
Os índios Hopis contam que, de manhã bem cedo - quando o crepúsculo se anuncia, mas ainda o Céu se apresenta bastante escuro e sem qualquer raio de luz - dever-nos-emos colocar de pé, virados para leste, manter-nos em silêncio e, em adoração contemplativa, pronunciar para nós mesmos uma oração enquanto observamos a luz que, a pouco e pouco vem chegando. Assim se experimenta «Kuyiva`to», um estado emocional e, uma disposição íntima que os Hopis definem como sendo de respeito e, de gratidão.

Cathedral Rock é o nome dado a uma imponente formação rochosa no meio dos Rochedos Vermelhos de Sedona, dada a semelhança que esta apresenta com uma igreja cristã. Fica a cerca de duas horas de viagem a Norte de Phoenix, capital do estado norte-americano do Arizona. O clima seco em que estes rochedos se inserem e, a calma de morte que reina nos seus cumes, contribuem assim para alimentar a convicção de que se está aqui perante um centro energético.
No Arizona, onde ficam situados estes Rochedos Vermelhos de Sedona, estão também as maiores reservas de índios dos EUA. Tal como os Hopis o fazem no seu pueblo do Grand Canyon, também os habitantes primitivos do continente preservaram os seus mitos e, a sua sabedoria. Os rochedos de Sedona deverão estar realmente dotados de poderes curativos, os quais podem ser estimulados através de orações.
Orações feitas em introspecção, recolhimento espiritual e devoção, perante a magnificência de tais rochedos em energias incomensuráveis de uma Mãe-Terra igualmente omnipotente, é o que se apraz dizer. Terra-Mãe, Terra-curativa, Terra dos desejos e ambições ou venerações de tantos que a visitam e ornamentam em oração havida, cumprida também no que tanto desejam alcançar; corporal e espiritualmente!
A bem dessa continuidade, dessa interioridade e maravilhosa energia em ascensão, que assim possa continuar a ser. Com, ou sem profecias catastróficas. A bem da Humanidade, assim seja!