Translate

segunda-feira, 17 de fevereiro de 2014

A Sepultura Extraterrestre


Cadáver mumificado de Extraterrestre  -  Atacama  -  Chile

Terá efectivamente o padre Le Paige realizado uma das descobertas mais inacreditáveis da História da Arqueologia na sequência destes achados, supostos cadáveres extraterrestres?

O Segredo do Padre Le Paige
A 29 de Abril de 1975, a notícia de uma descoberta sensacional percorreu o mundo. O arqueólogo e missionário Gustavo le Paige estava convencido de, na sequência de escavações levadas a cabo no Chile, ter encontrado os cadáveres de seres vivos semelhantes a humanos, possivelmente originários de um outro planeta e que, há muitos milhares de anos, haviam sido sepultados na nossa Terra.
Na época, impôs-se a questão se acaso não teria sido vítima de um logro o padre Le Paige. Mas, subsequentemente também, agitaram-se movimentos e opiniões científicas sobre a autenticidade destes achados em que, Le Paige, se reverteria como tendo realizado efectivamente uma das mais poderosas e, inacreditáveis descobertas da História da Arqueologia. Para além - na referida época - se desconhecerem ainda esses supostos cadáveres extraterrestres que, já mais tarde por volta do ano 2003, se redescobririam no deserto de Atacama, no Chile. Em 1975 ainda não se sabia destes achados ou onde possivelmente, estes jaziam, trasladados que foram para outro sítio. A questão permanece ainda hoje em aberto: onde se encontram esses supostos cadáveres extraterrestres? Apesar das recentes descobertas como é o caso referido acima em foto exposta, os achados do padre Le Paige continuam mesmo nos dias de hoje a serem uma interrogação loquaz pelo que destes ainda nada se sabe da sua possível localização.

Múmias Extraterrestres em San Pedro
Quando o padre Le Paige (1903-1980), originário da Bélgica, apareceu corajosamente diante da imprensa, fez a seguinte declaração: "Julgo que nas sepulturas que descobri, terão sido enterrados seres extraterrestre. Os rostos de algumas das múmias que encontrei tinham formatos que até hoje nunca foram vistos na Terra."
Afinal de contas, Le Paige não era uma pessoa qualquer!...
Foi em 1955 que chegou na sua qualidade de padre à aldeia de San Pedro, situada no deserto de Atacama e povoada por meras 2500 almas - um pequeno oásis a 2400 metros de altitude no Norte do Chile. Contudo, para além de padre, Le Paige era também arqueólogo, pelo que começou a investigar a cultura dos habitantes do deserto de Atacama.
No espaço de apenas 20 anos, Le Paige põs a descoberto cerca de 5500 sepulturas, desenterrou cântaros de barro cozido, martelados na pedra, correntes de ouro e outros adornos, tendo ainda descoberto um centro cerimonial usado pelos povos indígenas do deserto no vulcão Licancabur (5916 metros).
Por toda a sua contribuição para a arqueologia, foi concedido a Le Paige o grau de Doutor Honoris Causa; recebera já algumas das mais altas distinções do Estado Americano e de alguns outros países do continente americano, para além de ser cidadão honorário do Chile.
O padre Le Paige terá sabido bem que, ao fazer um anúncio destes, poderia pôr em causa o seu bom-nome e, a obra de toda uma vida, mas ainda assim arriscou tornar pública a sua inacreditável descoberta. Este padre Jesuíta parecia estar perfeitamente convencido daquilo que afirmava. Estaria enganado? Ou...assertivamente correcto na sua convicção de descoberta extraordinária, remetemos nós.

Os Cadáveres Desaparecidos
Contudo, o padre Le Paige levou o segredo consigo para a sepultura. Quando morreu em 1980, os cadáveres mumificados parecem ter sido silenciosamente transportados do local onde se encontravam. É possível que estes enigmáticos achados tenham sido levados em segredo para a Universidade Católica de Antofagasta, no Chile, que apoiou formalmente as escavações em San Pedro.
Até mesmo registos em filme dos trabalhos de desenterramento destes misteriosos mortos, desapareceram.
A importância deste estranho assunto para o missionário torna-se óbvia, ao pensar-se que até mesmo dos seus colegas cientistas terá desconfiado profundamente no que dizia respeito às suas descobertas.
Pouco antes da sua morte, Le Paige encetou contacto por carta com o autor suíço Erich von Daniken - o qual defende a teoria dos Astronautas Ancestrais - de que civilizações extraterrestres terão visitado a Terra em tempos pré-históricos. A ele, (Erich von Daniken) o padre Le Paige acedeu em mostrar os seres vindos das estrelas, porém, pouco antes de Von Daniken ir visitá-lo ao Chile, o padre surpreendeu-o com a sua morte...(morte natural ou...acidente de percurso?)
A sua última carta acaba com as seguintes palavras: "Ninguém acreditaria em mim se contasse mais acerca de tudo o que descobri nas sepulturas."
Algures num depósito de artefactos arqueológicos no Chile, parece estar a resposta à questão de o ser humano estar sozinho neste vasto Universo ou, se já há alguns milhares de anos, culturas de outras galáxias terão tentado estabelecer contacto com a Terra.

Descobertas Arqueológicas em San Pedro
No Período Pré-Hispânico viviam no Norte do Chile - numa paisagem pautada por desertos secos e vastos lagos de sal - os Atacamenos, que se designavam a si próprios «Likan Antai», ou seja, «Gente da Terra».
Uma das tribos, os Cunza, possuía nas imediações da actual aldeia de San Pedro o seu centro cultural. Foi aí que, ao longo de 25 anos, o padre Le Paige efectuou escavações, no decurso das quais foram descobertas mais de 400 múmias. Algumas das peças mais importantes da sua colecção são exemplos de diversas deformações cranianas, bem como uma múmia com 7800 anos e que, em virtude dos traços harmoniosos da sua fisionomia, é conhecida como «Miss Chile». Não obstante, os cadáveres extraterrestres descobertos por Le Paige nunca puderam ser mostrados num museu...

Em conclusão: é inquestionável objectivar-se da importância destes achados. Mais ainda: da afirmação corrente (e a cada dia mais consistente) na visita e permanência de civilizações extraterrestres no nosso planeta Terra. Aqui aterraram e terão deixado raízes (mais que não seja, nestes achados de seus cadáveres mumificados) ou, também há quem o refira, terem-se «perdido» e aqui terem vindo parar ao acaso.
No deserto de Atacama, desde há 400 anos que não chove, reunindo-se assim as condições ideais para a conservação dessas múmias aí sepultadas e que, o padre Le Paige encontrou em 1975, considerando piamente tratar-se dos restos mortais de seres extraterrestres.
Fazendo justiça ao seu bom nome e, a todas as futuras descobertas arqueológicas - sejam de índole extraterrestre ou não - quero aqui deixar a minha homenagem a título póstumo de uma simples cidadã em interesse-mor por todos estes assuntos que ainda hoje nos são tabu e, alvo de um secretismo absolutamente idiota. E, inacreditável também, face ao que já conhecemos nesta matéria externa ao «nosso» planeta Terra. Daí que só se poderá acrescentar de que hajam de futuro, muitos outros padres Le Paige e que, à sua semelhança e glória, se ramifiquem na descoberta, pesquisa e esclarecimentos sobre futuros achados. A bem da Humanidade!